Fime: La La Land – Cantando Estações

Vim do cinema pra casa pensando em como escrever. Estou num estado de animação pós-filme que preciso tomar cuidado para não dar spoiler. Mas vamos lá!

1Sheet_Master.qxd

Quem acompanha o blog sabe que tenho um pequeno tombo por Ryan Gosling, portanto não poderia deixar de assistir (as cenas em que ele toca piano são lindas). Quando soube do filme achei que seria como outro romance qualquer, mas então a medida que foram saindo algumas notícias na mídia sobre as gravações, os trailers, depois seu favoritismo no Globo de Ouro e agora com 14 indicações ao Oscar, realmente me surpreenderam e não podia perder.

Se pudesse resumir em quatro palavras seria: musical, artístico, romântico e sonhador.
Claro que só assistindo mesmo para entender, mas já adianto que sim é totalmente musical, portando se você não curte esse estilo, ou pelo menos não é aberto a entendê-lo, não vai gostar. E já vai descobrir isso nos primeiros 10 minutos de filme.
008cbe80-c243-11e6-85ca-af9aaf7b4630_ryan-gosling-la-la-land-jpg-cf
O longa conta a história de Sebastian (Ryan Gosling) um pianista amante de jazz, e Mia (Emma Stone) uma aspirante a atriz que trabalha em uma cafeteria dentro de um estúdio de filmagem. Ambos estão iniciando a busca por seus sonhos em Los Angeles quando se apaixonam e juntos tentam fazer o relacionamento dar certo em meio as oportunidades que surgem em suas carreiras.

Sebastian tem uma personalidade muito peculiar, demonstrando sempre otimismo com relação aos objetivos e sonhos que pretende realizar, mas no fundo acaba se frustrando pois acredita num gênero musical aparentemente em decadência. Enquanto Mia só leva não nos testes que faz para conseguir algum papel, se colocando cada vez mais pra baixo, mas é delicadamente encantadora.
525010-jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx
Cada etapa da história acontece numa estação do ano. O filme não tem nenhum grande ápice, a história toda é um romance um tanto clichê mas ao mesmo tempo interessante. A música é extremamente presente, e há muita imaginação também. Muitas cenas dão ar de nostalgia, de tempos antigos, ao mesmo tempo que existem carros, celulares e laptops dos tempos atuais. As cores também chamam bastante atenção, em todos os cenários muita luz e vibração.
Ryan e Emma tem uma sintonia muito boa em cena, e um personagem completa o outro. O desfecho final é emocionante e realista. Causa um misto de tristeza e felicidade, e posso dizer que uma lição que o filme dá é: não desista de seus sonhos, persista.
582003-jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx
Acredito que os prêmios já conquistados (7 Globos de Ouro uau!) e as indicações ao Oscar por esta obra, devem-se ao fato de que é um belo filme. Não tem nenhum grande efeito especial de Hollywood, não tem nenhuma história melodramática (mas tem uma participação de John Legend rsrs), é um filme musical que lembra os velhos tempos de uma maneira muito suave e gostosa.
336408-jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx
Entendo que existe uma parte do público que assiste por curiosidade, por causa das indicações, por causa do que a mídia diz, dos atores que são conhecidos por filmes legais, e acabam se decepcionando. Mas para assistir é preciso se deixar contagiar. E sim no início você pode pensar que é um High School Musical, mas definitivamente não é. Eu adorei!
Ainda está em cartaz nos cinemas. Assistam! O filme foi indicado a 14 categorias do Oscar, se igualando historicamente ao Titanic e A Malvada. Aguardamos a premiação que acontece em 26 de fevereiro.
E você que já assistiu, comente! Gostou? Conte o que achou desse filme.
Bjus!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s