Casamento: Passo a passo (parte 1)

Olá!

Já passou quase um ano do meu casamento e da prodígia Zanda também, e nunca contamos em detalhes aqui sobre tudo que fizemos para essa data acontecer, por isso vou tentar resumir (em muuuuuitas linhas rsrs) um pouco das escolhas que fiz, das emoções e das experiências de casar.

Sentem-se, porque vai ser longo, mas vale a pena saber todo o passo a passo de como é se casar rsrs. Serão divididos em alguns posts, pro assunto não ficar tão chato, em uma ordem mais ou menos cronológica de como foi acontecendo comigo. Esta primeira parte conto das escolhas mais difíceis e conturbadas. Vamos lá!?

Noivado

É o primeiro passo para começar a pensar em tudo. Sempre tive o pensamento que noivar, é começar a preparar o casamento (para logo, não planejar para daqui mil anos), e foi isso que aconteceu, noivamos e depois de um ano nos casamos. No meu caso, não houve um pedido de noivado oficial. Meu noivo e eu conversamos bastante sobre essa decisão durante uns meses, e então reunimos nossos pais para informá-los da decisão, e neste dia trocamos alianças de noivado.  Sem jantar, sem festa de noivado, uma conversa informal somente. Inclusive eu mesma ajudei as escolher as alianças (que foram as mesmas usadas no casório).

John-Deivison_1522

Neste momento você começa a pensar em um milhão de coisas e possibilidades e pesquisa loucamente na internet sobre tudo relacionado a casamento. Eu encontrei no blog Vestida de Noiva este check list muito bom para o planejamento e passei a usá-lo (claro que muitos itens foram ignorados, mas é bem completo). 

Planejamento financeiro

É bom já ter uma reserva para o festerê, ou pelo menos ter uma ideia de quanto quer gastar. Já adianto que é tudo bastante caro, e as vezes a pechincha se torna um problema, por isso não pense que contratará tudo do mais barato (até porque você não vai resistir nas coisas lindas que encontrar rsrs). Esteja com o bolso preparado para os gastos e também para imprevistos.

Converse com seus pais e sogros, se eles tiverem condições, é claro, para a possibilidade de ajudarem com os gastos (não tenha vergonha, os que podem, geralmente tem orgulho em ajudar), ou até fazer um empréstimo caso haja algum imprevisto. E lembrem-se o número de convidados interfere totalmente na conta final de TODOS os fornecedores.

Mantenha tudo na ponta do lápis, principalmente se você e o noivo bancarão o casório sozinhos. Não se perca nos cálculos, pois a maioria dos fornecedores recebe todo o pagamento do serviço até a data do casamento. Então se você não pagar até o dia, não tem serviço, simples assim! Para facilitar, organizei uma planilha e a cada fornecedor escolhido adicionava ali as informações, valores, quanto foi dado de entrada e quanto e quando deveria pagar o resto.

A Data

Pode ser a primeira decisão a ser tomada (ou o local, dependendo da preferência dos noivos). Para escolher a data, pensei num tempo suficiente para juntar ca$h e fazer tudo sem passar muito perrengue, pra poder fazer muitos orçamentos, etc. Além disso, queria uma data especial, e como comemoraríamos aniversário de namoro em outubro, marcamos para este mês (não consegui no mesmo dia exato do nosso aniversário, porque os locais que queria já estavam reservados).

Uma dica valiosa, que já dei no check list: quanto mais antecedência melhor. Para nós mulheres principalmente é muita correria.

Local da cerimônia

John-Deivison_0104

Optei por casar na igreja do bairro onde nasci e fui criada e meu marido concordou. A capela é pequena, bem singela, mas a decoração deu um charme especial. A escolha foi mais pessoal mesmo, do que pensando na beleza da coisa toda. Se sua opção for a segunda, pense na distância entre o local da cerimônia e da festa para a locomoção de seus convidados. Você pode escolher um local só para a cerimônia e festa, vai depender do seu gosto.

Número de convidados

Essa é uma decisão fundamental que irá interferir em qualquer outra decisão, e vai dar alguma dor de cabeça e confusão rsrs, mas calma, dá tudo certo no final.

É praticamente impossível definir uma quantidade exata de convidados. Tenha em mente que até a hora terminar de entregar os convites você vai acrescentar/eliminar pessoas da lista. Porém junto com o noivo, faça uma prévia, com um número razoável para a condição financeira estabelecida. E tenha esse número como base para não diminuir nem aumentar muito. Por exemplo, meu número foi 250 pessoas, no total convidei aproximadamente 280 (sendo 30 crianças).

Local da festa

Este vai depender bastante do número de convidados definido, e das suas preferências. Existem locais que fornecem o buffet, bebidas, mesas, cadeiras, louças e talheres, existem locais que não fornecem nada. Por isso analise bem o custo x benefício, pois alguns são mais caros, porém oferecem mais, e vice versa. Escolha um local que suporte o número de convidados, mas que não seja apertado demais a ponto de causar desconforto.

Restaurantes são ótimas opções para casamentos menores com no máximo 100 pessoas, pois oferecem praticamente tudo, e o espaço é agradável. Se há mais convidados, o ideal é que seja um salão de festas mesmo, para aproveitar melhor o espaço. No meu caso foi a segunda opção, um salão, que fornecia somente mesas e cadeiras. Aluguei as louças e talheres, contratei buffet e bebida a parte.

Decoração

John-Deivison_1863

Esta parte é bastante delicada. É um dos serviços mais caros a ser contratado para um casamento e são lindas as referências encontradas no mercado. Para escolher, tente pedir a opinião de amigas recém casadas, ajuda bastante. Faça muitos orçamentos até escolher o fornecedor ideal. Existem muitos tipos de decoração, com variação de estilo e cores, então não pire.

Minha decoração foi em tons de rosa e azul, com alguns móveis de madeira, dando um charme mais rústico. Nada muito extravagante, mas delicado, simples e elegante. Feita a pelo Armazém das Flores, da querida Aline, aqui de Itajaí. Confesso que no início da minha pesquisa de preços, queria o fornecedor mais barato, porém durante as visitas mudei de ideia e escolhi a decoradora pelo atendimento. Percebi que o mais barato não era tão atencioso e que poderia deixar a desejar no resultado final. 

Cerimonialista ou assessora 

Existem muitos pacotes para este serviço, e todos variam o preço conforme o trabalho. Contratei uma cerimonialista somente para manter organizado o grande dia, mas existem também as que dão total cobertura desde os preparativos, contratação de outros fornecedores e até confirmação de presença, conforme a disponibilidade dos noivos.

John-Deivison_1044Esta foi mais uma escolha feita por recomendação e que adorei. Conheci a Lady Day Cerimonial através de uma prima, e já tinha ido há alguns casamentos preparados por ela, que fora maravilhosos. Não pude escolher diferente, a Raquel deu total segurança em tudo, e me fez ficar muito mais relaxada para curtir o nosso dia. Super recomendo essa querida! Para quem não quer se incomodar pode contratar uma assessora para fazer todo o evento, porém é bem mais caro rsrs.

Vestido (traje do noivo e pajens)

Claro que se falando em trajes, todos pensam logo no vestido da noiva, porém tem o do noivo e das crianças também. Meu noivo preferiu escolher sozinho o dele (que medo rsrs), mas sempre é bom levar um acompanhante pra dar um pitaco. A mãe, o pai, irmão, ou um dos padrinhos talvez (mas uma pessoa só tá bom, levar todo mundo também é exagero kk).

Optamos pelo aluguel e meu vestido escolhi uns 6 meses antes do casamento, enquanto meu noivo foi com dois meses de antecedência da data. Ele também preferiu ir direto na loja onde eu já tinha alugado meu vestido, isso facilita um pouco. Como ele é magro, precisou fazer ajustes no traje escolhido, e se eu quisesse também poderia mudar algumas coisas no meu vestido. É legal escolher um lugar que ofereça esse tipo de opção na peça caso você queira. 

John-Deivison_0614

 

Como minha mãe me presenteou com o vestido, me deixou escolher o que eu quisesse (olha que linda essa mãezinha). Provei vários, fiquem em dúvida, e na segunda visita é que me decidi. Optei por um vestido bem tipo princesa, rodado com muitas saias, simples, discreto, mas elegante. 

A parte de cima toda rendada com um recorte diferente nas mangas e da cintura pra saia, com o detalhes da faixa bordada com cristais. Já a saia, era toda em tule liso, com um pequeno bordado, em pontas, que vinha da parte de cima, mas terminava antes mesmo do quadril. Não sou adepta ao decote então escolhi um bem suave, e as costas também com detalhe em tule e botões.

d

Usei um véu bem comprido (só durante a cerimônia). Já o sapato, comprei um sapatinho de boneca, todo branco, com um mini salto (sou da mesma altura que meu marido). Basicão, mas muito confortável. Como meu vestido era bem rodado, nem aparecia meus pés, então não fiz questão rsrs.

A questão do traje das crianças pode ser polêmica pra alguns, mas pra mim foi bem simples. Eu convido, eu pago. Porque além do traje da criança, os pais são convidados, eles tem seus próprios trajes, mulher tem cabelo, maquiagem, fora o presente, enfim, não acho certo arcar com mais uma despesa (não é regram é minha opinião, ok?). A não ser em casos extremos em que os pais da criança são muito íntimos para pagar, ou se oferecer pra isso. Por isso escolhi dois meninos e uma menina para participar da celebração.

É muito assunto mesmo pra falar rsrs Mas o post de hoje se encerra aqui. Na parte 2, falo um pouquinho dos músicos (para cerimônia e festa), do dia da noiva, do bolo e docinhos, das fotos e vídeos, da escolha dos padrinhos, e muito mais.

E aí gostaram? Tem dúvidas ou sugestões sobre casamentos? Compartilhe com a gente que comentamos no próximo post!

Bjus!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s