Cinema: Vips

Oi gente 😀

Normalmente falamos dos filmes que estão no cinema e que levam milhões de pessoas as bilheterias, porém, hoje vou dar crédito ao cinema nacional que vem pouco a pouco conquistando seu espaço.

Sempre fui adoradora do cinema, assisto filmes TODOS os dias, repetidos, não importa se é bom eu to vendo, hehehe, tenho uma lista dos preferidos já vistos e dos que ainda preciso ver e ficava frustrada pela pouca divulgação e principalmente investimento nos longas nacionais. Esse cenário não mudou muito ainda, mas houve uma melhora significante, principalmente depois do filme Tropa de Elite que caiu no gosto da galera que começou a perceber que temos um ótimo material a ser usado aqui (histórias, roteiros, atores, toda a equipe de fotografia que manja muito e inclusive faz trabalhos no exterior, você sabia que muitos, muitos mesmo, dos filmes de animação tem vários dedos de brasileiros?).

Embora Tropa de Elite tenha se destacado no mercado, por sua história que mostra muito a realidade brasileira o Wagner (meu amigo, Waguinho, não conhece?) fez outros filmes legais, lançando-se inclusive no cinema internacional com o filme Elysium (não dei conta de ver ainda 😦 ), hoje recomendo a vocês que assistam ao “Vips”, lançado em 2009 e dirigido por Toniko Melo.

 

vips_cartaz

Neste filme ele interpreta o personagem principal o Marcelo da Rocha. A história é baseada em fatos reais, o que torna tudo mais interessante né, é difícil comentar um filme sem dar uma de “spoiler”, mas basicamente conta a história de vida do Marcelo que deu “aquele olé” ao vivo no Almary Junior, dizendo que era filho do dono da companhia aérea Gol, veja:

Se tudo que estiver no filme for verdade, esse menino já enrolou muita gente hehehe, mas para que não fiquem revoltados nem comigo nem com o moço isso pode ser diagnosticado como uma doença (não significa que todos os mentirosos são doentes hein), já que a pessoa acredita na mentira que conta, isso fica bem claro no filme, ele vive muitas aventuras, mas também mostra um lado conturbado, traumas de criança que provavelmente o fizeram desenvolver o tal desvio de conduta.

Vale a pena ver, super recomendo 😀

Beijinhos, Aládia 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s